Escola de Contas recebe representantes do Conselho Estadual de Política Cultural do Estado

A Escola de Contas do TCE-PE recebeu nesta terça-feira, 11/01, membros do Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC). O principal objetivo do encontro foi a prospecção de ações de ensino e aprendizagem aos integrantes do conselho, com o fortalecimento de parcerias para a melhoria das políticas culturais do Estado, bem como o fomento às ações de estímulo ao controle social com a entidade.

“Nosso principal intuito com essa reunião junto à Escola foi a realização de ações que venham a qualificar ainda mais o trabalho que vem sendo realizado pelos conselheiros. Para que eles tenham acesso ao processo de fiscalização dos gastos por meio dos sistemas de transparência do TCE e também do próprio Governo do Estado. Melhorando, assim, o processo de fiscalização do exercício de políticas públicas na área cultural”, disse a secretária do CEPC, Ana Reis. Ela esteve presente na reunião acompanhada do assessor do conselho, Ivan Carlos.

“Essa é mais uma oportunidade de fortalecermos a gestão pública, incentivando o controle social com a melhoria da atuação dos conselheiros. Já temos ações junto a outros conselhos estaduais e municipais, em diversas áreas, como educação, agora, essa articulação com a área de cultura irá incrementar ainda mais o trabalho”, disse a assessora-técnica da Escola de Contas do TCE-PE, Sandra Inojosa.

Entre os encaminhamentos tratados na reunião, estiveram a realização do curso introdutório sobre administração pública e papel dos conselhos, com previsão para março de 2022 e, posteriormente, cursos mais específicos, tais como: orçamento público, licitações, Lei Aldir Blanc e sobre o Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura/PE). De acordo com a assessora pedagógica da Escola, Melanie Mariano, “a expectativa é que os cursos sejam realizados no formato à distância, 100% com interação ao vivo, com a realização de estudos de caso, capacitando os participantes desde conceitos básicos à práticas de fiscalização e controle”.

Além da assessora-técnica da Escola e da assessora pedagógica, da instituição participou Verônica Cabral, representando a equipe do TCEndo Cidadania.

Por Fernando de Albuquerque